Faltam UCI num Brasil com o maior registo de mortes. Eis as imagens

0

São imagens da Reuters que mostram a realidade que se vive num hospital brasileiro. Esta terça-feira, o país reportou 3.780 óbitos, o maior registo diário de sempre.

É numa altura em que mais se morre por complicações relacionadas com a Covid-19 que o Brasil tem falta de camas em Unidades de Cuidados Intensivos. A realidade é mostrada por fotos captadas pela Reuters, em São Paulo, onde é possível ver que os espaços de UCI não chegam para todos – há doentes nos corredores à espera da sua vez e sem o devido distanciamento.

É uma corrida contra o tempo para salvar vidas e, neste momento, o Brasil está a perder. O país sul-americano atravessa a pior fase da crise pandémica, com as autoridades sanitárias a reportarem, ainda, mais 84 mil novos casos de infeção nas últimas 24 horas.

O número total de casos confirmados no país, desde 26 de fevereiro, é agora de 12.658.109, segundo o site do Ministério da Saúde.

A taxa de incidência da doença subiu ontem para 151 mortes e 6.023 casos por 100 mil habitantes, refletindo o claro agravamento da situação pandémica no país, que desde o início deste mês de março tem alcançado novos máximos consecutivos de novos casos de contágio e de óbitos.

O Brasil é o segundo país do mundo com mais mortes, sendo apenas superado pelos Estados Unidos (mais de 549 mil mortes), e o terceiro país do mundo com mais casos de infeção, sendo superado pelos Estados Unidos (mais de 30,3 milhões de casos) e pela Índia (mais de 12,1 milhões de casos).

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: