EUA mantêm relações firmes com Angola

0

As relações entre Angola e os Estados Unidos da América (EUA) vão manter-se firmes, apesar da mudança de governo (de Republicano para Democrata), garantiu, ontem, em Luanda, a embaixadora Nina Fite.

Em declarações à imprensa, no final de uma audiência que lhe foi concedida pelo Presidente da República, João Lourenço, a diplomata norte-americana assegurou que a Administração Biden tem África como prioridade. Disse ser pretensão do actual Governo dos EUA trabalhar com o continente africano em áreas como saúde, ambiente e democracia.
“África é um continente de jovens e, por isso, queremos muito ajudar nos esforços dos países, sobretudo em como estão a tentar dar oportunidades à juventude”, frisou.

Sobre a mesa das conversações entre João Lourenço e Nina Fite estiveram outros temas comuns entre os dois países.
Neste particular, destacou o programa ligado ao ensino da Língua Inglesa para os militares e, também, para funcionários do Governo. A embaixadora americana acredita tratar-se de uma valência que vai ajudar Angola nas relações com os países anglófonos da região, na qualidade de Estado-membro da SADC.

O encontro serviu, igualmente, para falar das prioridades da Administração de Joe Biden, bem como do combate à Covid-19.
Sobre este último assunto, a embaixadora norte-americana disse que o seu país está a participar no Programa Covax, tendo já no orçamento quatro mil milhões de dólares para apoiar o programa a nível mundial.
Este programa, do qual Angola também faz parte, é que vai dar lugar às vacinas para uma distribuição a nível mundial. A embaixadora destacou o facto de os Estados Unidos da América voltarem a ser membros da OMS.

Foi ainda abordado, durante o encontro, outra prioridade de Biden ligada ao combate às mudanças climáticas, para melhorar o ambiente. Nina Fite disse que os EUA regressaram ao Acordo de Paris. A diplomata ressaltou tratar-se de uma área que vai ajudar Angola, “pois temos que trabalhar com o projecto Okavango”. “Essa parte de Angola tem muitos rios, além de outras biodiversidades em que é muito rica”, acentuou.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: