EUA atribuem mais de USD 2,5 milhões de ajuda humanitária ao Zimbabwe

0

Os Estados Unidos da América (EUA) anunciaram ontem (3) uma verba adicional de 2,5 milhões de dólares (2,2 milhões de euros) de ajuda humanitária ao Zimbabwe, país africano afectado pelo ciclone Idai, que devastou igualmente Moçambique e Malawi.

A ajuda disponibilizada, providenciada pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID, na sigla em inglês), destina-se a responder à emergência alimentar numa das zonas mais afectadas pelo desastre natural em Manicaland, província que faz fronteira com Moçambique.

A USAID vai trabalhar no terreno através da Programa Alimentar Mundial, distribuindo alimentos a aproximadamente 133.000 pessoas nos distritos de Chimanimani e Chipinge.

A ajuda humanitária norte-americana é de 2.000 toneladas de sorgo, óleo vegetal e cereais, produtos que se encontravam no armazém da USAID em Durban, na África do Sul.

O embaixador norte-americano em Harare, capital do Zimbabué, afirmou que “os Estados Unidos estão ao lado do povo zimbabueano neste período devastador”.

Brian A. Nichols afirmou que “a assistência humanitária da USAID salvará vidas e aliviará o sofrimento à medida que as pessoas reconstruírem as suas vidas após a tragédia do ciclone Idai”.

O director do Programa Alimentar Mundial no Zimbabué, Eddie Rowe, acrescentou que a ajuda da USAID “é a chave para a imediata necessidade alimentar da população, que continua a recuperar do impacto catastrófico do ciclone Idai”.

A Administração dos Estados Unidos disponibilizou já perto de 10 milhões de dólares (8,9 milhões de euros) de ajuda humanitária a Moçambique, Zimbabué e Malawi.

Esta verba incluiu 100.000 dólares (88,9 mil euros) para apoiar em áreas como saneamento, higiene e abrigo para 36.400 pessoas em áreas afectadas pelo ciclone na província de Manicalândia.

O ciclone Idai, que devastou parte da costa do sudoeste africano a 14 e 15 de Março, deixou mais de 800 mortos em Moçambique, no Zimbabué e no Malawi.

Fonte: Angop/LD

Share.

Sobre o autor

Avatar

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta