Escritor John Belas quer incentivo ao hábito de leitura

0

O escritor angolano John Belas defendeu hoje, domingo, em Luanda, maior incentivo dos pais e encarregados de forma a levar os filhos a criarem hábitos de leitura e o domínio das letras

Falando à Angop a propósito do Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor, John Belas  referiu haver um certo distanciamento dos leitores dos livros por vários motivos, entre os quais o não incentivo do hábito de leitura e a falta do estudo de  obras literárias nas escolas de base.

O escritor adiantou que o livro é importante no desenvolvimento de uma sociedade, razão pela qual é preciso mostrar as pessoas a importância da leitura os seus benefícios no desenvolvimento do intelectualismo em Angola.

John Belas  afirma haver disponível em bibliotecas e livrarias  muitos livros mas que tanto pais e encarregados não têm cultura de leitura.

O entrevistado apelou os pais que deixem de comprar para os filhos só aparelhos electrónicos, mas também uma boa obra infantil de forma a manter o equilíbrio no crescimento intelectual da criança.

John Belas  reconheceu, por outro lado, que está  difícil a  publicações  de livro em  Angola, por haver pouco investimento de empresários neste sector, apelando a investigarem formas de obterem lucros nesta área.

Quanto o surgimento de novos escritores, John Bela acredita ser necessário que os  candidatos mostrem  confiança,  vontade e muito trabalho para mais tarde colherem os frutos.

John Belas, pseudónimo literário de Jorge Marques Bela, nasceu bairro Sambizanga, em Luanda e secretário-geral adjunto da Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA).

Publicou em 1995 o seu primeiro livro de poemas intitulado “Água da Vida”. Com esta obra, em 1996, foi eleito “Escritor do Ano em Angola”.Em 2011 lançou o romance “Os Primeiros Passos da Rainha Njinga”, em 2012 publicou outro romance “O Regresso da Rainha Njinga”.

Fonte: ANGOP/BA

 

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: