Egipto, Marrocos e Cote d’Ivoire no caminho dos Palancas

0

 

Angola poderá defrontar o anfitrião Egipto, o Marrocos, a Côte d’Ivoire ou o primeiro colocado do grupo F, caso se apure aos oitavos-de-final da 32ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN2019).

Os Palancas Negras tentam hoje a qualificação à próxima fase, quando defrontarem o Mali, às 20 horas, no estádio de Ismaília, para a última jornada do grupo E. Basta um empate para que tal aconteça.

Segundo o calendário da prova, se Angola terminar na primeira posição da série medirá forças, na próxima fase, com a Côte d’Ivoire, segunda colocada do grupo D, com seis pontos. Neste caso, o combinado nacional voltaria ao seu “habitat” inicial, na cidade de Suez, para esta partida, a começar às 18 horas do dia 8 deste mês.

Caso termine no segundo posto, defronta o primeiro do grupo F, que sairá entre os Camarões, Ghana e Benin. Aqui, a selecção se manteria em Ismaília, para jogar às 20 horas do dia 8.

Se for terceiro vai encarar o Egipto ou Marrocos, primeiros classificados dos grupos A e D, respectivamente. Ambos os conjuntos terminaram invictos nos seus grupos. Caso Angola enfrente os anfitriões, o encontro será no dia 6, às 20 horas, no estádio internacional do Cairo, ao passo que se for com a turma do seu antigo seleccionador, Hervé Renard, será um dia antes (5), no estádio El Salam, também no Cairo, às 17 horas.

Angola ocupa a terceira posição do Grupo E, com dois pontos, liderado pelo seu adversário de ocasião, com quatro. A Tunísia também tem dois, no segundo lugar, enquanto a Mauritânia ocupa a última posição, com um ponto.

Fonte: Angop/LD

Share.

Sobre o autor

Avatar

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta