Duas gerações disputam o prémio máximo do Top dos Mais Queridos

0

Duas gerações de artistas concorrem para o prémio máximo da Gala do Top dos Mais Queridos estimado em dois milhões de kwanzas, num concurso musical cuja final acontece hoje, às 21h00, no Centro de Conferência de Belas, em Luanda.

O segundo classificado vai receber um milhão de kwanzas, enquanto o terceiro recebe 800 mil, de acordo com o regulamento do concurso. Tanto os três mais queridos do público como os sete concorrentes recebem certificados de participação.
Depois de alguns anos de ausência, este ano, a organização volta a atribuir o Prémio da Crítica, estimado em um milhão e 500 mil kwanzas. O relançamento desse prémio, segundo a organização, serve para exigir aos artistas (concorrentes e não concorrentes), mais trabalho e criatividade musical.
Para o Prémio da Crítica, a distinção é atribuída a uma música que, embora não tenha conseguido alto nível de popularidade, seja reconhecida pela qualidade da harmonia, melodia, arranjos, interpretação e letra, estritamente analisada pelo júri composto pelos cantores Euclides da Lomba, Kizua Gourgel, Selda, o jornalista Nicolau da Silva e o DJ Paulo Alves.
O presidente do júri, que trabalhou de forma independente, entregou o nome indicado num  envelope selado à administradora Círia de Castro Cassoma, cujo distinguido vai ser conhecido esta noite.
Os dez finalistas foram anunciados em Agosto, durante a transmissão especial do programa radiofónico “Constelações”, da Rádio Nacional de Angola.
Para esta edição, os mais queridos dos ouvintes são: Cef,  com o tema “Dicas dos Papoites”, Dom Caetano, “Vizinho”, Filho do Zua, “Kaputo”, Gerilson Israel, “Minha Bêbada”,  Kyaku Kyadaff, “Mónica”, Lil Saint, “Química”, Matias Damásio, “Juro por Tudo”, Noite e Dia, “Lhe Avança”,  Rui Orlando, “Prometo”, e Yola Semedo, “Lá no Fundo”.
A Banda Movimento garante o suporte instrumental da gala, cujo ensaio com os concorrentes é realizado às manhãs e tardes, na RNA. Nelson Silvestre, membro da comissão organizativa, disse que o facto de estarem a concorrer duas gerações permite atrair um maior número de votantes e desperta interesse do público para o concurso.
Nelson Silvestre apelou ao cumprimento dos horários, por forma a evitar os constrangimentos para o acesso ao local da gala. “Estamos a trabalhar para que a gala esteja ao nível das edições anteriores, mas, precisamos que o público colabore para facilitar todo o processo organizativo.”

Homenagem à kizomba
A porta-voz do do Top dos Mais Queridos, Carla Castro, afirmou que está a ser preparado um musical com encenação, dança e narrativa, com a duração de 30 minutos, com o suporte da banda FM de Benguela, em homenagem ao estilo kizomba, nas vertentes música e dança.
Segundo Carla Castro, este ano, a escolha recaiu sobre a kizomba a julgar pela evolução e a projecção atingida nos últimos tempos, dentro e fora do país. “Embora a vertente dança se tenha destacado mais na sua expansão, pretende-se com alguma referência cronológica viajar pela evolução rítmica deste estilo musical, passando, pela origem do nome e às novas tendências.”
A cerimónia vai ser transmitida em cadeia nacional nas rádios do Grupo RNA e Televisão Pública de Angola.
Fonte: JA / EB

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: