Dor nas costas ao acordar? Eis o que fazer

0

Passar o dia todo sentado (e, muitas vezes, com uma má postura), carregar uma mala pesada, andar de saltos, executar mal um plano de treino, ‘cair’ no sofá e assim ficar horas a fio, dormir num colchão de má qualidade, andar sempre com os nervos em franja… são mais do que muitos os factores que interferem com a saúde e bem-estar das costas, fazendo com que esta parte do corpo esteja sempre dorida e se torne até um tanto ou quanto incapacitante.

Acordar com dor nas costas é apenas uma das consequências de cada um destes factores, que tanto podem actuar de forma isolada ou como uma espécie de ‘cocktail explosivo’ para a saúde.

Contudo, este mal-estar matinal – que pode agravar ainda mais a má postura (por não se encontrar ‘posição’ para se estar) ou o stress, aumentando consideravelmente a dor – deve ser visto como o sinal de alerta para passar à acção. E é tudo bem mais simples do que parece.

Como explica o Deporte y Vida do jornal espanhol AS, combater a dor nas costas que aparece de manhã passa, em parte, por executar alguns exercícios focados nesta parte do corpo. Levar, alternadamente, as mãos ao lado oposto das costas, esticando a coluna e alongando toda a região é um dos exercícios mais eficazes, assim como rodar ligeiramente a lombar. Tal como explica a publicação, a cabeça tem sempre de acompanhar o movimento de modo a que não se crie uma zona de tensão no pescoço.

Diz ainda a publicação que a posição de gato (com quatro apoios no chão, isto é, joelhos e mãos) é também uma das melhores para aliviar a dor nas costas, devendo ser executada logo pela manhã, numa espécie de rotina de treino ao acordar.

Mas o exercício não faz milagres sozinho, muito menos quando a almofada ou o colchão não são de qualidade. No caso da almofada, diz o site, esta não deve ser nem muito baixa, nem muito alta, sendo recomendado que o pescoço fique confortavelmente posicionado a 90 graus. Quanto ao colchão, a solução pode passar pelo simples hábito de o ir rodando, de modo a que não ganhe formas indesejadas. Investir num bom colchão e que vá de encontro com as necessidades de quem lá dorme é igualmente uma boa aposta.

Contudo, e como não poderia deixar de ser, de nada vale ter a melhor almofada e o melhor colchão do mundo quando o tempo de descanso é inferior a seis horas, diz o Deporte y Vida. Ter uma boa rotina de sono – quer permita dormir tranquilamente cerca de oito horas por noite – e não levar os problemas para a cama (leia-se, o stress) é meio caminho andado para dormir que nem um bebé e evitar dores ao acordar.

Fonte: Lifestyle ao minuto/BA

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: