Dona de barragem que rompeu no Brasil vai fechar barragens semelhantes

0

Todas ficam situadas em Minas Gerais, precisamente onde duas barragens protagonizaram tragédias ambientais e humanas nos últimos anos.

Continuam os trabalhos no terreno para tentar resgatar vítimas da ruptura da barragem do Brumadinho, em Minas Gerais, Brasil.

Até ao momento, há 84 mortos confirmados mas as autoridades referem que haverá ainda 276 desaparecidos.
Na terça-feira., o presidente da Vale, a empresa responsável pela barragem do Brumadinho, Fabio Schvartsman, anunciou que vai eliminar as dez barragens construídas com método semelhante ao da barragem de Mariana e a de Brumadinho.

Recorde-se que, antes da tragédia da passada sexta-feira, Minas Gerais já tinha vivido episódio em semelhante, com a rutura da barragem de Mariana, em novembro de 2015 – em que 19 pessoas morreram.

“Depois que esse desastre aconteceu, não podemos mais conviver com esse tipo de barragem”, afirmou o presidente da Vale, citado pelo portal G1.

A Vale, a empresa que explorava estas infraestruturas, chegou a ter “19 barragens com a construção a montante”. Nove delas já tinham sido “descomissionadas” – faltavam dez. “Todas elas estão desativadas. Descomissionar significa deixa de ser barragens. São esvaziadas ou integradas no meio ambiente”, explicou Fabio Schvartsman.

Saliente-se que ontem as autoridades brasileiras detiveram engenheiros responsáveis pela fiscalização da barragem.

Os operacionais no terreno têm trabalhado com dificuldade, dado o estado enlameado de boa parte do terreno. Animais apanhados na torrente de lama têm estado a ser abatidos quando o resgate é demasiado complicado de levar a cabo.

Fonte: NM / EB

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: