Distanciamento social não resistiu ao calor

0

O distanciamento social não resistiu à primeira vaga de calor no Reino Unido. O apelo da praia foi demasiado forte para milhares de pessoas e as autoridades temem um novo aumento nos casos de covid-19 no país. A situação levou mesmo o ministro da Saúde, Matt Hancock, a lembrar que tinha o poder para encerrar as praias… acrescentou no entanto que hesitava em fazê-lo porque os cidadãos também tinham direito a desfrutar do sol depois de um confinamento bastante duro.

Em Portugal, os ajuntamentos também preocupam as autoridades e a partir de domingo quem for apanhado num ajuntamento ilegal terá de pagar uma multa de pelo menos 120 euros. A medida aplica-se na totalidade do território nacional mas é na capital, onde a situação é mais preocupante, que as medidas restritivas regressam em força.

O aumento no número de casos em Portugal não é um caso único e para a Organização Mundial da Saúde, é preciso agir antes que seja demasiado tarde.

De acordo com o diretor da OMS para a Europa, Hans Kluge, “nas duas últimas semanas houve trinta países a registar um aumento no número de casos e em onze desses países, a intensificação do contágio foi significativa” pelo que se este aumento não for travado, “os sistemas de saúde na Europa serão novamente levados ao limite.”

A ajuda pode chegar sob a forma de remdesivir. O medicamento inicialmente desenvolvido para o Ébola, tornou-se no primeiro a ser recomendado pelas autoridades europeias. A Agência Europeia do Medicamento recomendou a comercialização do fármaco para casos de doentes com mais de doze anos de idade, que precisem de receber oxigénio e que sofram também de pneumonia.

Fonte: EURONEWS/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: