Director de Catoca esclarece actual estado da mina do Luaxe

0

O director geral da Sociedade Mineira de Catoca (SMC), Sergei Amelin convocou hoje, quinta-feira, a imprensa para esclarecer a actual situação da mina do Luaxe, para evitar especulações sobre o seu funcionamento e a contratação da mão-de-obra.

De acordo com o gestor, que falava em conferência de imprensa por ocasião do 27 de Abril, Dia do Mineiro, “o que estava programado para o mês de Março do ano em curso é, chegar ate o minério e não o início da produção de diamantes”.

Informou que faltam ainda 20 metros de camada, para se atingir o mineiro e, posteriormente começar a produzir a mostragem de grande volume e serem tratados na central de Catoca e receber os primeiros diamantes.

“Neste momento trata-se apenas de uma mina geológica, ainda temos dados geológicos em estudos que carecem de aprovação, continuamos a escavar para encontrar o minério e este não é um trabalho que dura um ano apenas”, esclareceu.

Quanto à mão-de-obra, disse que a empresa está ainda focada na conclusão dos trabalhos que estão a ser desenvolvidos se atingir o minério.

A mina de Luaxe que dista a 25 quilómetros de Catoca, cujos trabalhos de prospecção geológica e levantamento geofísico tiveram início em 2008, que depois se traduziram na descoberta do Kimberlite, em 2009, terá 100 hectares de superfície e está a ser projectada até a profundidade de 400 metros, que podem se traduzir na ordem dos 350 milhões de quilates.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: