Dezanove mortos em explosões em Manchester após concerto de Ariana Grande

0

Pelo menos 19 pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas, na noite desta segunda-feira, no seguimento de duas explosões no Manchester Arena, no norte de Inglaterra.

O incidente, tratado pelas autoridades como um acto terrorista, ocorreu após o concerto da cantora norte-americana, Ariana Grande.

Dois oficiais dos Estados Unidos da América disseram que suspeita-se que tenha sido um bombista suicida.

A polícia britânica procedeu, horas mais tarde, a uma explosão controlada para eliminar um pacote suspeito encontrado no interior da sala de concertos.

“Estamos, actualmente, a tratar isto como um incidente terrorista, até que tenhamos mais informações. Estamos a trabalhar em estreita colaboração com a rede nacional de contra-terrorismo e com os serviços secretos dos parceiros do Reino Unido. Este é, claramente, um tempo muito preocupante para todos. Estamos a fazer tudo o que podemos e a trabalhar com as agências locais e nacionais para apoiar as pessoas afectadas”, anunciou o chefe da Polícia de Greater Manchester, Ian Hopkins.

Caso se venha a verificar que este foi, de facto, um ato terrorista, será o ataque mais mortal realizado na Grã-Bretanha desde os atentados suicidas de Londres de Julho de 2005, onde morreram 52 pessoas.

O incidente, no Manchester Arena, ocorre a pouco mais de duas semanas antes das eleições legislativas, no Reino Unido.

As autoridades não sabem, ainda, quais as causas das explosões mas estão a lidar com o caso como “um incidente terrorista”.

A Grã-Bretanha encontra-se, actualmente, em estado de alerta “severo”, o segundo mais elevado, o que significa que se considera que um ataque de militantes pode estar eminente.

O Manchester Arena é palco usual de vários concertos ou eventos desportivos. Tem capacidade para albergar 21 mil pessoas.

Fonte: Euronews

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: