Desp. Aves 1-1 FC Porto

0

Apesar de marcar cedo, o FC Porto não superou o D. Aves e empatou a uma bola. A expulsão de Corona não justifica, por si só, este resultado menos positivo. A passe de Tiquinho Soares, Ricardo Pereira inaugurou o marcador aos cinco minutos de jogo num terreno muito escorregadio. Aos 10′, o Aves fez o esférico bater na barra da baliza de José Sá.

Num jogo em que ambos os guarda-redes iam dando conta do recado, e perante um Aves inconformado, a vantagem portista justificava-se pela ambição com que entrou em campo. Na 2ª parte Corona viu o segundo amarelo e foi expulso aos 51′. A insistência da equipa da casa deu frutos aos 62 minutos, com Vitor Gomes a surgir na área a cabecear para o fundo das redes.

Cinco minutos depois, e antes de dar lugar a Marega, Aboubakar teve oportunidade de fazer o 2-1, mas atirou por cima. Ainda faltava muito para o final, mas o resultado não sofreu alterações. O FC Porto mantém a liderança mas pode ver os rivais a aproximarem-se na classificação.

O brasileiro Soares volta a ser titular nos ‘dragões’. O Desportivo das Aves pretende acabar com a invencibilidade do FC Porto na I Liga. No entanto, a equipa de Sérgio Conceição está motivada para manter a liderança isolada, dias depois do empate na Turquia em jogo da Champions.

TPA com RTP / EB

Share.

Sobre o autor

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta