Descoberta no Egipto uma inusitada moeda de ouro da era greco-romana

0

A peça tem o rosto do rei Ptolomeu III, ancestral de Cleópatra, que foi a última governante da dinastia ptolomaica, fundada em 305 a.C.

Arqueólogos egípcios descobriam várias seções de uma estrutura de tijolos que poderiam ser parte de um banheiro greco-romano. Em seu interior foram encontrados vários objetos de grande valor cultural, entre os quais se destaca uma singular moeda de ouro com o rosto estampado do rei Ptolomeu III, que governou o Egito no século III a.C.

De acordo com declaração nesta quarta-feira do Ministério das Antiguidades egípcio, a peça foi achada na área arqueológica de Sa el-Hagar, ao norte do Cairo, informaram mídias locais.

Moeda de ouro com o rosto do rei Ptolomeu III, encontrado no campo arqueológico de Sa el-Hagar, ao norte do Cairo

A moeda, considerada o objeto mais valioso da escavação, tem um diâmetro de 2,6 centímetros e um peso de 28 gramas. Em um de seus lados aparece a representação de Ptolomeu III com uma coroa; do outro lado, a inscrição de seu nome junto com o chifre da abundância ou cornucópia (símbolo da produtividade da natureza na mitologia grega).

Presume-se que a moeda foi cunhada durante o reinado de Ptolomeu IV, em memória de seu pai, antepassados de Cleópatra. A rainha foi a última governante da dinastia ptolomaica, fundada no ano de 305 a.C. por Ptolomeu I Sóter, general de Alexandre, o Grande.

O ministério destaca que os arqueólogos conseguiram desenterrar outros artefatos na área, tais como

Fonte: Sputnik / EB

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: