Covid -19: Enfermeira angolana infectada

0

Uma enfermeira de 25 anos de idade, que trabalha num centro hospitalar da rede privada, se tornou na primeira profissional de saúde a contrair o novo coronavírus (covid-19) em Angola, soube-se hoje, das autoridades sanitárias nacionais.

Dos dois casos positivos por covid-19 anunciado hoje, segunda-feira (18), pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, uma é a profissional de saúde, e o outro, vítima mortal, é um octogenário, morador do distrito urbano da Maianga, Luanda.

O caso da enfermeira é de transmissão local, o que fez aumentar (para 22) as infecções contraídas a partir de uma pessoa proveniente de um país afectado para um outro “não viajante”.

De acordo com o secretário de Estado para a Saúde Pública, o caso do octogenário é suspeito e pode levar a declarar-se “transmissão comunitária”, carecendo de confirmação nas próximas horas, tão logo termine a investigação dos contactos da vítima.

Ao todo, actualizou Franco Mufinda, o país conta com 50 casos positivos, três óbitos, 17 recuperados e 30 infectados estáveis.

CISP

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 66 chamadas, das quais um alerta de caso suspeito, uma denúncia de violação de Estado de Emergência e 64 pedidos de informação sobre a doença.

INIS

O Instituto Nacional de Investigação em Saúde (INIS) processou 6.605 (seis mil, seiscentos e cinco) amostras, entre as quais 50 (cinquenta) positivas, 6.008 (seis mil e oito) negativas e 547 (quinhentos e quarenta e sete) em processamento.

Segundo o interlocutor, neste momento estão a cumprir quarentena institucional 1.214 (mil e duzentos e catorze) pessoas, tendo sido dado alta a nove cidadãos, residentes em Cabinda (6), Cuando Cubango (1) e Lunda Norte (2).

Relativamente aos casos suspeitos, Franco Mufinda adiantou estarem em investigação 442 (quatrocentos e quarenta e dois), enquanto sob vigilância estão 1.176 (mil, cento e setenta e seis).

Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: