Covid-19: África do Sul recorre a capacetes “inteligentes” para medir a temperatura de pessoas em multidões

0

A África do sul, o país africano mais afectado pela pandemia, que soma 6769 mortes em mais de 445 mil casos, está a implementar o uso de capacetes “inteligentes” em aeroportos e centros de logística na Cidade do Cabo, Durban e Joanesburgo, que conseguem analisar as temperaturas de centenas de pessoas a cada minuto, como medida no combate ao novo coronavírus.

Os capacetes, que não precisam de tanto tempo e contacto como os termómetros tradicionais, conseguem medir temperaturas a cinco metros de distância e sondar até 200 pessoas por minuto. Caso seja detectada febre, o capacete lança um alerta.

A empresa chinesa KC Wearable, que está a desenvolver a tecnologia, diz já ter vendido os capacetes “inteligentes” às autoridades da Argélia, Egipto e Gabão, no continente africano, e a vários países da Europa, Ásia e América do Sul.

Fonte: NOVO JORNAL

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: