Como o corpo reage se exagerar na vitamina C

0

A vitamina C protege as células e ajuda-as a manter-se saudáveis, promove a saúde da pele, dos vasos sanguíneos, dos ossos e da cartilagem, contribuindo para a cicatrização de feridas e lesões. Há até estudos que sugerem que esta vitamina fortalece o sistema imunitário podendo prevenir gripes e constipações ou fazendo com que estas durem menos.

Com tantos benefícios que traz, é normal que muitas pessoas tenham começado a tentar aumentar a dose que normalmente consomem através da alimentação (presente em laranjas, pimentos, morangos ou brócolos, por exemplo), apostando em suplementos alimentares. Os especialistas alertam para o risco de exagerar na dose – a dose recomendada é de 40 mg por dia.

A falta de vitamina C pode levar ao desenvolvimento de escorbuto, uma doença que traz sintomas como dores musculares e articulares, cansaço, pontos vermelhos na pele e sangramento e inchaço das gengivas. Apesar de muitas pessoas não conseguirem consumir a dose diária recomendada de vitamina C – os 40mg devem ser consumidos todos os dias, uma vez que a vitamina não se armazena no corpo – é possível, com alimentação e suplementos chegar aos 1.000 mg, uma dose que pode provocar sintomas desagradáveis como dor de estômago, diarreia e flatulência. Há estudos que sugerem ainda que o excesso de vitamina C pode aumentar o risco de desenvolver pedras nos rins.

Como reporta o Express britânico, isto ocorre porque se consumir mais vitamina C do que o corpo precisa, o resto terá de ser excretado.

Fonte: Lifestyle ao minuto/BA

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: