Coligação conservadora lidera com 44% de votos contados na Austrália

0

A coligação conservadora Liberais-Nacionais, atualmente no Governo na Austrália, está à frente nas eleições nacionais de hoje, ao contrário do que previam as sondagens e projeções, quando estão contados 44% dos votos.

A coligação conseguiu já 62 mandatos – são precisos 76 para a maioria absoluta – contra os 58 do Partido Trabalhista Australiano (ALP), que todas as sondagens e as projeções à boca das urnas davam como favorito.Já foram também atribuídos um mandato aos Verdes e quatro a independentes, um delas derrotando o ex-primeiro-ministro Tony Abbott.

O resultado final pode ainda ser afetado pelo elevado número de votos postais, mais de 4,7 milhões, que em alguns casos podem afetar o resultado em locais onde a votação é mais próxima.

Dado o sistema de votação preferencial, a atribuição de mandatos é a forma mais clara de perceber a situação da contagem, já que alguns partidos podem ter um voto primário inicial que acaba ‘distribuído’ no final da contagem para outros partidos.

Em termos de votação o Partido Liberal e os Nacionais – que formam a coligação do Governo – tinha cerca de 40% dos votos, contra os 34,1% do ALP, os 10,7% dos Verdes e os 11,1% de outras forças políticas.

As votações mostram que os trabalhistas acabaram por perder votos na votação primária, particularmente no estado de Queensland.

A “votação preferencial” significa que os eleitores numeram por ordem os seus candidatos e que os votos de todos os eleitores são assim distribuídos, segundo as preferências, pelos partidos mais votados.

Se os eleitores nomearem apenas um candidato de um partido e se esse partido não estiver entre os dois mais votados, o voto é distribuído de acordo com as decisões de preferências feitas pelos partidos.

O objetivo é garantir sempre uma eleição ‘maioritária’, mas implica que, em alguns casos, o partido mais votado no voto ‘primário’ acabe por não vencer no círculo eleitoral devido à distribuição de preferências.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: