“Cogumelos mágicos” podem ajudar no tratamento de depressão, sugerem cientistas

0

Os cogumelos mágicos são alucinógenos conhecidos entre círculos populares por sua capacidade de “libertar a mente”. Porém, de acordo com um estudo realizado em Londres, eles são capazes de proporcionar benefícios reais para pessoas com depressão grave.

Conforme relatado pela Bussiness Insider, já foram realizadas diversas pesquisas sobre o tema. Contudo, um estudo piloto, feito com apenas 12 pessoas, sugeriu que o ingrediente psicoativo presente em cogumelos alucinógenos, chamado de psilocibina, pode ajudar a aliviar os sintomas da depressão – quando administrado em conjunto com outras formas de terapias mais tradicionais.

Aos 12 entrevistados – todos diagnosticados com depressão grave que não respondia a qualquer outro tratamento – foram administrados, durante uma semana, cerca de 10 miligramas de psilocibina em forma de cápsula. Depois, durante duas semanas, 25 miligramas em conjunto a outras formas de terapia de suporte – incluindo sessões de terapia com um psiquiatra.

Em todos os pacientes, foi observado um decréscimo nos sintomas depressivos em, pelo menos, três semanas após o início do tratamento. Três meses depois, em sete deles, os sintomas continuaram desaparecendo. Desses sete, cinco permaneceram em remissão – ou seja, os sintomas depressivos mais graves não voltaram a aparecer após os três meses.

Contudo, nesse tipo de investigação, geralmente é necessária a existência de um grupo de controle antes de começar os testes. No entanto, a pesquisa se baseou em resultados promissores realizados anteriormente em outros estudos – que não foram examinados à exaustão devido às restrições aplicadas pelo governo dos EUA sobre psicodélicos.

O presente ensaio envolveu seis homens e seis mulheres, com idades entre 30 e 64 anos. O autor dele foi o pesquisador Robin Carhart-Harris, do Imperial College London. Em um comunicado à imprensa, ele diz que não foram observados efeitos colaterais graves durante os testes, mas que todos os voluntários relataram sentir um pouco de ansiedade antes e enquanto estavam recebendo a droga.

Os resultados deste estudo viabilizam uma maior motivação para a realização de novas pesquisas sobre a eficácia da psilocibina como apoio psicológico para tratar casos graves de depressão” afirmou ele e sua equipe no artigo publicado pela The Lancet.

Fonte: Jornal ciência/BA

 

 

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: