Cientista com 104 anos morreu a ouvir Beethoven

0

Sob a supervisão de médicos, Goodall sucumbiu depois de lhe ter sido administrado um medicamento letal, numa clínica de Basileia, enquanto ouvia o “Hino da Alegria”, de Beethoven”.

Dois dias antes de morrer, David Goodal mostrou-se cansado da vida e afirmou que esta tinha deixado de ser agradável “há cinco ou dez anos”, principalmente devido aos problemas de mobilidade de que sofria. “A minha vida foi passada no terreno a trabalhar, mas não posso sair agora. Adorava poder andar na Natureza e ver o que me rodeia”, explicou o cientista.

À CNN, confessou que preferia ter morrido em 1998, quando perdeu a carta de condução, e que o momento em que perdeu a independência, quanto tinha 94 anos, foi um marco na sua vida. “Na minha idade, levanto-me de manhã. Tomo o pequeno-almoço e depois fico ali sentado até ao almoço. Almoço e fico sentado. Que posso fazer com isso?”, questionou.

A opção pela eutanásia foi tomada no último mês, depois de a sua autonomia ter piorado, na sequência de uma queda em casa.

Fonte: JN/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: