CFB projecta aumento da circulação em 2021

0

O aumento de comboios no Caminho de Ferro de Benguela (CFB), em 2021, é uma forte possibilidade com a recepção, nesta quarta-feira, de mais duas locomotivas encomendadas à General Electric.

Segundo o presidente do Conselho de Administração do CFB, Luís Teixeira, que falava na cerimónia de recepção dessas locomotivas, no Porto do Lobito (Benguela), há possibilidade de se realizar mais comboios ao longo das estações do Huambo, Kuito (Bié), Luena e Luau (Moxico).

As mesmas fazem parte de um lote de dez, chegadas no último sábado à capital do país, oito delas atribuídas ao Caminho de Ferro de Luanda (CFL).

Luís Teixeira disse à imprensa que vão reforçar a frota de 48 unidades que já se encontram na empresa.

Após a descarga, as locomotivas serão levadas às oficinas do CFB para o comissionamento, seguido dos testes e depois serão postas em circulação.

Estas unidades têm duplo sistema de funcionamento, diesel e eléctrico, e foram adquiridas com financiamento da Agência Pública de Apoio à Exportação do Canadá, segundo anunciou recentemente o director do Instituto Nacional dos Caminhos de Ferro de Angola, Ottoniel Manuel.

Angola recebeu da empresa americana General Electric, um total de 100 locomotivas avaliadas em 430 milhões de dólares.

O CFB transporta mensalmente uma média de 80 mil passageiros e centenas de toneladas de mercadorias diversas.

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: