Carta de José Eduardo dos Santos cria ‘nuvem cinzenta’ ao processo

0

O ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, atribuiu ao então ministro de Estado e chefe da Casa Militar, Manuel Hélder Viera Dias “Kopelipa”, a responsabilidades sobre a forma como foi gerido o Gabinete de Revitalização da Comunicação Institucional e Marketing da Administração (GRECIMA) que registou um desfalque de 98.141.632 de euros.

Numa carta de apenas dois pontos, chegada de Barcelona (Espanha), dirigida à Câmara Criminal do Tribunal Supremo durante a fase de instrução preparatória do processo judicial em que o ex-director do extinto GRECIMA, Manuel António Rabelais, é acusado dos crimes de branqueamento de capitais, peculato e violação de normas de execução do plano e orçamento, José Eduardo dos Santos escreve que “não tem nada que esclarecer porque a questão da estão do GRECIMA foi acompanhada pelo general na reforma Manuel Hélder Viera Dias”.

 A carta, lida hoje na terceira audiência de discussão e julgamento de Manuel Rabelais e Hilário Santos, termina afirmando que “se mais esclarecimentos forem necessários Manuel Hélder Viera Dias também podia os fazer desde que não se trate de matéria de segredo do Estado.”

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: