Cantor de temas de cartéis de droga morto. Carro alvejado com 300 balas

0

Um cantor, que chegou a ter uma música em que dizia que não tinha medo de morrer, foi alvejado mortalmente, no México, quando se encaminhava para um concerto.

Luis Mendonza, de 23 anos, viajava na companhia do seu agente e irmão numa pickup de marca Chevy quando foram encurralados por outros dois veículos, na cidade de Obregón.

O jovem seria conhecido como um polémico cantor de um estilo musical – narcocorridos ou baladas de droga – que se caracteriza por músicas com letras sobre senhores da droga, prisões, tiroteios, operações ou traições. A sua carreira musical era, por isso, considerada como um espinho por parte dos cartéis de drogas do país.

A viatura em que seguia foi atingida por 300 balas. Tanto o cantor como o agente foram declarados mortos no local.

Segundo o Daily Mail, o cantor e o irmão tinham acabado de sair do funeral de um homem assassinado na passada quinta-feira. Dirigiam-se para um bar, onde Luis iria tocar na companhia da sua banda, os ‘Los Ronaldos’.

Fonte: N. Minutos/LD

Share.

Sobre o autor

Avatar

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta