Cama japonesa: conheça as vantagens e desvantagens do móvel

0

 

As camas japonesas, conhecidas pelo seu minimalismo e a sua proximidade com o chão, são um dos móveis orientais mais utilizados no ocidente, especialmente para quem se interessa e quer seguir o conceito minimalista do “menos é mais”, sempre presente na cultura e decoração oriental.

Nesse post, vamos falar um pouquinho sobre essas camas que estão cada vez mais comuns nas casas e lojas de decoração, qual a sua configuração, suas vantagens, desvantagens e apresentar uma galeria cheia de modelos e ideias para você se inspirar!

O que é a cama japonesa ou cama oriental?

Mas por que a cama baixa? Acredita-se que a proximidade com o chão possa interferir na qualidade do sono, deixando-o mais tranquilo e possibilitando a renovação da energias. Isso porque estar com o corpo mais próximo do chão facilita com que a terra absorva as energias.

O modelo tradicional é formado por uma placa de madeira, esteira ou tatame com ausência de pés e um colchão fino feito com penas de gansos, que pode ser enrolado durante o dia e guardado em um armário para liberar o espaço para outras atividades.

Aqui no ocidente, esse tipo de cama foi trazido de uma forma alternativa, que tenta excluir a ideia de uma estrutura de cama com estrado e substituí-la por uma placa ou plataforma inteiriça que apoia o colchão, seja ele mais baixo, box ou com altura padrão.

Para isso, existem diversos modelos de plataformas baixas que estão sendo vendidas em lojas de mobiliário e decoração, projetadas em lojas de móveis planejados ou até mesmo que podem ser feitas em casa com placas grandes de madeira ou MDF ou até mesmo com pallets, entrando num conceito de reutilização também!

As vantagens e desvantagens de ter uma em casa

A cama japonesa é extremamente atraente por ser um modelo de fácil acesso e manuseio, sendo uma opção bastante econômica, com diversas opções de estilos, cores e materiais, atendendo diversos estilos.

Para quem está dentro do estilo minimalista, é a opção perfeita, pois a cama japonesa não possui qualquer tipo de adorno e em geral possuem linhas simples e retas. A parte de baixo das plataformas também podem ser utilizadas para criar nichos e gavetas para guardar roupas e outros objetos pessoais, otimizando a utilização do espaço.

Além disso, a altura e o colchão da cama japonesa favorece a saúde e proporciona um repouso perfeito, com a melhora da circulação, relaxamento muscular e melhora da postura na hora de dormir. No entanto, para quem é acostumado a dormir nas camas altas ocidentais, as camas japonesas podem ser mais difíceis de se acostumar, levando um tempo e paciência maior.

No caso dos colchões já utilizados nas outras camas, a adaptação pode ser mais rápida, só contando com a questão da altura.

Outra desvantagem, especialmente para quem tem uma cama japonesa com apoios, é a questão da limpeza que pode ser um pouco mais difícil e constante, uma vez que a cama está mais próxima do chão. Nesse sentido, as camas com plataforma inteiriça ou monolítica podem ser mais interessantes, pois não acumulam sujeira na parte de baixo.

TPA com DECORFÁCIL /SM

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: