Cães são capazes de detetar malária através do cheiro dos infectados

0

O olfato dos cães pode tornar-se uma arma poderosa contra a malária. As 220 milhões de células olfativas presentes nestes seres caninos, comparativamente às 5,5 milhões dos humanos, detetam os cheiros mais improváveis e subtis. E odores produzidos por pessoas infetadas com parasitas da malária estão entre esses cheiros, segundo um novo estudo realizado por uma equipa de investigadores da Universidade de Durham, no Reino Unido.

Estudos anteriores já haviam provado que cães farejadores treinados são capazes de detetar o cancro da próstata, através do cheiro da urina dos pacientes, com mais de 90% de precisão. Esses animais conseguem ainda detetar outros tipos de tumores, como nos pulmões e no cólon, por exemplo, através dos odores expelidos através da pele ou pelo hálito dos doentes. No caso da malária, a fonte do cheiro usada no estudo foram meias.

Para efeitos daquela pesquisa, crianças da Gâmbia, que não apresentavam sintomas da malária, usaram meias de nylon durante uma noite. Depois, forneceram as meias e uma amostra de sangue, para que os investigadores conseguissem averiguar se as crianças estavam ou não infectadas com a malária. No total, registaram-se 30 doentes e 145 saudáveis.

Antes da experiência, dois cães treinaram durante meses para conseguirem identificar, pelo cheiro, se meias pertenciam a pessoas saudáveis ou portadoras de malária. Nas experiências com as meias daquelas crianças africanas, os animais identificaram corretamente as meias de crianças com malária em 70% dos testes, e reconheceram meias usadas por crianças não infectadas em cerca de 90% dos casos.

A margem de erro dos testes, segundo os investigadores, justifica-se pelos diferentes odores que as duas fases da larva associada à malária podem gerar.

Os resultados revolucionários foram apresentados na conferência anual da Sociedade Norte-Americana de Medicina Tropical e Higiene, em Nova Orleães, nos Estados Unidos, pesquisa esta financiada pela Fundação Bill e Melinda Gates.

Fonte: Lifestyle ao minuto/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: