Caála volta a desperdiçar pontos em casa

0

Ao empatar sem golos esta tarde, diante do Domant FC, o Recreativo da Caála voltou a desperdiçar pontos em sua casa, pela terceira vez no presente Girabola.

Apesar do ligeiro domínio em campo, os donos de casa não tiveram génio para concretizar em golos as poucas situações de perigo criadas durante o jogo, que, diferente dos anteriores, contou com uma fraca assistência.

As primeiras situações de perigo dos donos de casa aconteceram aos nove e 10 minutos, por intermédio de Marinho que rematou para defesa do guarda-redes, e Tchitchi, que rematou por cima da baliza.

A reacção dos visitantes surgiu aos 25 minutos, quando Cabibi obrigou, de fora da área, o guarda-redes contrário a uma defesa de recurso. Situação idêntica voltou a registar-se aos 35 minutos, através de Luís, mas Tobias, por cima da linha de golo, desviou a trajectória da bola.

A segunda parte começou do mesmo modo como a primeira, com os donos de casa a levarem perigo junto da área adversária. Feliciano, aos 50′, Deco, aos 55 e Vóvo, aos 60′, tiveram, aos seus pés, oportunidades de colocar a sua equipa em vantagem.

Minutos depois, fruto do ascendente em campo, foi a vez de Yong e Careca, aos 62’e 69′, mas, tal como os anteriores, não tiveram destreza, falhando o alvo.

Já no período de compensação (90+4), Careca desperdiçou a maior oportunidade do jogo, quando, na frente do guarda-redes, atirou a bola por cima da baliza.

Fonte: Angop / EB

Share.

Sobre o autor

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta