Caála cede pontos em casa

0

Com uma exibição fraca, o Recreativo da Caála empatou sem golos (0-0), este domingo, diante do Sporting de Cabinda, em jogo disputado no seu estádio, para a 3ª jornada da presente edição do Girabola.

Mesmo dominando o jogo, os donos de casa não criaram situação alguma de golo eminente, por falta de eficácia nos passes e atitude nas acções ofensivas, ante um adversário que limitou-se a defender.

As poucas vezes que os caalenses aproximaram-se da zona de perigo remataram a bola contra o corpo do guarda-redes e para fora da baliza, numa clara demonstração de falta de inspiração.

A primeira parte terminou com um único remate do Caála com intenção de golo, aos dois minutos, protagonizado por Tavares.

Já na etapa derradeira, a qualidade do jogo baixou bastante, com as equipas a errarem na transição da bola, que passou a ser vista mais vezes fora do rectângulo de jogo.

Nos últimos instantes, os donos de casa, na tentativa de desfazerem a igualdade, passaram a praticar um futebol directo, com sucessivos remates para a área adversária, mas a estratégia não resultou em golos.

Com este resultado ambas equipas chegaram aos quatro pontos, na oitava, o Caála, e na nona o sporting de Cabinda.

Fonte: Angop / EB

Share.

Sobre o autor

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta