Breve história da guitarra

0

As guitarras já têm 5 mil anos de história. Entretanto, existem várias versões sobre a invenção deste instrumento indispensável à música.
O substantivo guitarra refere-se a uma série de instrumentos de cordas dedilhadas, que possuem geralmente de 6 a 12 cordas tensionadas ao longo do instrumento e possuem um corpo com formato aproximado de um 8 (embora também existam em diversos outros formatos), além de um braço, sobre o qual as cordas passam, permitindo ao executante controlar a altura da nota produzida.
Existem versões acústicas, que possuem caixa de ressonância e elétricas, que podem ou não possuir caixa de ressonância, mas utilizam captadores e amplificadores para aumentar a intensidade sonora do instrumento.
As guitarras, bem como a maior parte dos instrumentos de cordas, são construídas por um luthier. O músico que a executa é chamado guitarrista.
Os tocadores distinguem, assim, das guitarras de cordas de aço que são chamadas por eles de viola. No entanto, o grande público e os leigos tendem a chamar qualquer guitarra de viola (como em Portugal e em Angola).
Na maior parte dos países de língua portuguesa, o termo guitarra pode se referir a qualquer das variedades do instrumento, seja elétrica ou acústica. No Brasil e em Cabo Verde existe a designação violão para o instrumento acústico com cordas de nylon. É provável que o nome violão tenha surgido devido à semelhança com as violas no formato do corpo. Como a então guitarra era maior, passou a ser chamada popularmente de “violão” (como aumentativo de “viola”).

Sua origem

Assim como a maioria dos instrumentos de cordas Europeus, a guitarra data de milhares de anos atrás. A origem mais antiga daquilo que agora chamamos de guitarra moderna pode ser encontrada no médio oriente, na Ásia central e na india desde à cerca de 5000 anos atrás.
Sabe-se que 40 anos depois de Cristo os Romanos adaptaram e desenvolveram a guitarra/violão de 4 cordas: o alaúde. Algures na Europa os Escandinávos desenvolveram um instrumento de seis cordas: o lute. Por volta de 1200 depois de Cristo, o instrumento de 4 cordas desenvolveu-se em dois tipos distintos. O primeiro, a guitarra morisca, era um instrumento com um braço amplo, as o corpo redondo com vários buracos sonoros. O segundo era a guitarra latina, que se tornou na guitarra moderna, contendo apenas um buraco e um braço mais estreito.
Nos séculos XV e XVI a viola espanhola era considerada a antecessora direta da guitarra moderna. Combinava a afinação da lute com um corpo de guitarra moderna. A sua construção foi projetada para combinar as características do alaúde Arabe e do Alaúde Europeu.
Gaetano Vinaccia, um luthier de Nápoles,Itália, deverá ter construído a mais antiga e sobrevivente guitarra de 6 cordas em 1779.
A guitarra moderna normalmente tem 6 cordas, no entanto pode ter quatro, sete, oito, dez e doze cordas. A guitarra é um dos instrumentos primários nos Blues, rock, pop e música country. É também a guitarra o instrumento central no flamenco e usado como instrumento a solo.
Outra versão indica que as populares e versáteis guitarras se originaram a partir de um instrumento musical de origem espanhola. A vihuela, como era denominada, se originou por meio de outros dois instrumentos mais antigos ainda: o “ud”, com cinco cordas e muito popular no Oriente Médio, e a “cozba”, um aparelho musical romano.
A guitarra apareceu ao juntar-se mais 3 cordas e 3 cravelhas e uma caixa acústica com um braço e trastes (divisões transversais).
Existem vários tipos de guitarras como por exemplo: guitarra elétrica, guitarra acústica, violão, etc.
As guitarras elétricas surgiram em 1930, como uma modificação do próprio violão. Os primeiros modelos geravam um som muito suave e baixo, algo bem diferente do que conhecemos hoje em dia. Para ampliar a potência sonora do instrumento, no mesmo foram colocados captadores (espécies de minúsculos microfones).
Isso gerou um pequeno problema, pois estes dispositivos faziam os bojos das guitarras vibrarem, provocando a famosa alteração sonora conhecida como feedback. Para solucionar tal problema, o famoso músico norte-americano Les Paul criou o corpo maciço da guitarra, o que deixou o instrumento na forma como conhecemos atualmente.
A empresa Rickenbacker começou a fabricar as primeiras guitarras em 1931. O primeiro modelo de guitarra elétrica a ser comercializado foi a Electro Spanish. Contudo, o principal responsável pela produção em massa e popularização do instrumento foi Leo Fender, criador da tradicional fabricante de guitarras que leva seu sobrenome. A Fender também desenvolveu uma das mais lendárias guitarras: a Stratocaster.
A guitarra se popularizou após a Segunda Guerra Mundial, durante as décadas de 50 e 60, período em que ganhou enorme espaço no mundo da música. Hoje em dia, estima-se que existam cerca de 50 milhões de guitarristas em todo o mundo.

Fontes: web.fe.up.pt/  historiadetudo.com/ AF

Share.

Sobre o autor

Deixar uma resposta