Brasil terá revendido 1.400 toneladas devolvidas de carne com salmonela

0

Reportagem revela que a carne foi devolvida por autoridades britânicas ao Brasil. No entanto, terá sido revendida no mercado brasileiro.

A plataforma Repórter Brasil, em parceria com o jornal britânico The Guardian, publicou um trabalho de investigação que refere que o Reino Unido devolveu cerca de 1.400 toneladas de carne de aves contaminada com salmonela.

A carne em causa terá sido rejeitada entre abril de 2017 e novembro de 2018, por não cumprir os critérios das autoridades britânicas, mas terá acabado por ser revendida no mercado brasileiro.
Em causa está um total de 16 contentores de frango com salmonela, bem como um outro contentor, este com problemas na refrigeração da carne.

Em conferência de imprensa na quarta-feira, de que o G1 dá conta, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, confirmou a devolução por parte das autoridades britânicas.

Segundo a explicação da ministra brasileira, a decisão sobre o que é feito com o produto devolvido é do fornecedor. De resto, o produto pode ser revendido no Brasil desde que respeite os critérios sanitários locais.
As duas maiores empresas brasileiras do setor, a BRF e a JBS, foram associadas a esta revenda. Ambas já reagiram ao caso assegurando que respeitam as regras sanitárias vigentes.

Tereza Cristina destacou ainda que a presença de salmonela não coloca necessariamente em risco a saúde do consumidor dado que a bactéria morre se o frango for cozido, frito ou assado. “Se você cozinhar, fritar ou assar não tem problema nenhum. As salmonelas existem, não tem problema nenhum”, afirmou.

Dado que o Reino Unido ainda integra a União Europeia, os protocolos no que à presença de salmonela na carne diz respeito são os mesmos de os restantes Estados-membros, mas são, também, mais exigentes do que os critérios aplicados no Brasil.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: