Bolt começou a guarda-redes e acabou o homem mais rápido do mundo

0

Há dias foi a loucura na chegada de Usain Bolt à Austrália, onde vai treinar-se nos Central Coast Mariners, cumprindo o desejo de jogar futebol profissional depois de abandonar o atletismo. Esta terça-feira, dia em que cumpre 32 anos, o primeiro treino em Gosford, a norte de Sydney, sob o olhar de cerca de 70 jornalistas.

Mercê do tempo frio, apareceu no relvado de fato de treino e luvas. Já lhe toparam um bom pé esquerdo. Na conferência de imprensa que se seguiu ao treino, disse ao que ia, depois de ter feito testes na Alemanha  (Dortmund), Noruega e África do Sul:

«É como no atletismo. O primeiro dia de treino é sempre o mais difícil. Não fixei nenhum objetivo, quero apenas trabalhar. É a minha primeira hipótese de estar a um nível profissional, por isso estou também para aprender e evoluir. Peço que me tratem como todos os outros jogadores, estou aqui para deixar o clube orgulhoso.»

O sonho de Manchester

O detentor do recorde do Mundo de 100 e 200 metros em pista, referiu que é «bom nas alas e OK como avançado centro», mas confessou que começou mais atrás: «Comecei como guarda-redes na escola primária, mas quanto tápido me tornei mais avancei no terreno. O meu sonho é jogar no Manchester United.  Poderia ser apenas por cinco jogos, um jogo. Seria um sonho tornado realidade, sou um grande adepto do clube.».

O campeonato começa em outubro, mas a 31 de agosto haverá um primeiro jogo. O treinador Mike Mulvey prometeu dar tempo ao novo jogador, tendo consciência de que o clube ganha agora dimensão mundial.

Fonte: ABOLA / EB

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: