Barragem de Laúca entre as maiores de África

0

O Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca figura, desde 16 deste mês, entre as quatro maiores de África.

O facto deve-se à entrada em funcionamento do sexto grupo gerador do empreendimento, que passa a ter uma capacidade instalada de dois mil e quatro megawatts, consolidando o país como referência regional em produção de energia 100 por cento limpa e renovável.

Laúca posiciona-se atrás da Grande Represa do Renascimento, na Etiópia, com seis mil Megawatts, a Represa Alta de Assuao, no Egipto, com dois mil e 100 e a de Cahora Bassa, em Moçambique, com dois mil e 75.

Segundo uma nota da Odebrecht Engenharia Construção, empresa responsável pelas obras do empreendimento, com o novo grupo gerador em operação, Laúca amplia a sua capacidade de produção anual para além dos oito mil gigawatts.

Actualmente, o empreendimento responde por 50 por cento da procura de energia do sstema eléctrico interligado norte-centro, que abastece as províncias de Luanda, Cuanza Norte, Uíge, Cuanza Sul, Zaire, Malanje, Bengo, Huambo, Benguela e Bié.

No primeiro semestre de 2021, está prevista a entrada em funcionamento da Central Ecológica, que fará com que o empreendimento de Laúca atinja a capacidade máxima de dois mil e 70 megawatts.

Além disso, no âmbito do Sistema de Transporte associado à central, está prevista a conclusão da nova sub-estação de Bita e a respectiva inter-ligação com as sub-estações de Cambutas e Camama, configurando um novo corredor de escoamento de energia a reforçar a capacidade e estabilidade de atendimento aos consumidores.

O Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca é uma obra de iniciativa do Governo de Angola, sob a responsabilidade do Ministério da Energia e Águas e tutela do Gabinete do Aproveitamento do Médio Kwanza (GAMEK).

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: