Barco com mais de 100 pessoas a bordo afunda no Rio Congo – Dezenas de pessoas podem ter morrido

0

Mais de 30 pessoas continuam desaparecidas, temendo as autoridades locais que possam ter morrido afogadas, depois de o barco em que seguiam, com mais de uma centena de passageiros, ter virado e afundado no Rio Congo, perto de Kinshasa, capital da República Democrática do Congo (RDC), no Domingo.
Segundo as autoridades congolesas, pelo menos 76 pessoas conseguiram ser resgatadas do navio que se deslocava para a capital da RDC e que se virou quando se aproximava de Maluku, uma localidade a menos de 100 quilómetros de Kinshasa.
Dos passageiros que seguiam na embarcação, sobrelotada como sucede quase sempre na RDC, pelo menos 36 são dados como desaparecidos, temendo as autoridades, segundo as agências de notícias, que possam ter morrido.
As causas do acidente não eram conhecidas ainda na manhã de hoje, segunda-feira.
Os acidentes com embarcações sobrelotadas são comuns na RDC porque o país tem nas vias fluviais uma das mais eficientes formas de deslocamento das populações porque as estradas estão quase na totalidade inutilizadas devido a décadas de abandono e os rios e os lagos serem abundantes.
As embarcações usadas normalmente são tipicamente para navegar em rios e lagos sem ondulação ou corrente muito pronunciada porque não possuem quilha, têm entre 20 e 30 metros e a sobrelotação é tão normal como a falta de meios de salvamento ou iluminação para a noite.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: