Bailarinos angolanos conquistam medalhas na África do Sul

0

Os bailarinos angolanos de “street dance” conquistaram, em Joanesburgo, na África do Sul, uma medalha de ouro, uma de prata e duas de bronze, durante mais uma edição dos Global Dance Supreme, concurso de internacional de dança de rua, que encerrou no ontem (domingo).

A dupla formada por Wilson Mateus “Wipax” e Tássio José “Jay Groove” conquistou a medalha de ouro, graças ao primeiro lugar obtido na categoria Popping, e de prata na categoria All Styles, que é uma mistura de vários estilos de dança. Para alcançar o ouro, a dupla denominada “Wigroove” bateu na final concorrentes da África do Sul e Moçambique, por coincidência os mesmos que superaram os angolanos na edição passada. Na categoria All Styles, Wipax e Jay Groove, que integram o grupo Scarecrows, foram superados pelas sul-africanas Shameelah Kinnear e Midian Leah, dupla que conserva o título desde a última edição.

As duas medalhas de bronze conquistadas por Angola foram alcançadas por João Mukixi Baptista “John Monster” e Helena Morais dos Santos Neto “Hellie Groove”. O par, denominado “Groove Monster”, ficou em terceiro nas categorias Popping e All Styles. A edição deste ano do Global Dance Supreme, que decorreu na capital económica sul-africana, teve ainda a participação de três outras duplas de bailarinos angolanos, além de artistas de distintas nacionalidades de vários continentes, nomeadamente B Boy Betinho/B Boy Edson, do grupo Xtilo Urbano, B Boy Orlando (Fullmoon Crew)/Nay Scare (Scarecrows), B Boy Edy Freezer/B Boy Lord Ping (1000 Break Crew).

Para terem acesso à fase final do concurso, cuja próxima edição acontece de 23 a 27 de Setembro de 2020, os bailarinos passam por várias fases de qualificação nos países de origem, em concursos de vários estilos de dança, como afro dance, popping, b boying, krump e all styles. Em Angola, teve lugar em Maio deste ano em Luanda.

Já no palco da prova, os concorrentes passam por outras fases de eliminatória, quartos de finais, meia-final e final. Além da competição de dança em duplas, o Global Dance Supreme promove batalhas individuais e de apresentação entre grupos com mais de 15 elementos, assim como seminários sobre dança.

Fonte: JA/LD

Share.

Deixar uma resposta