Aumento o número de mulheres a seguir a carreira das TIC em Angola

0

O governo de Angola tem estado a trabalhar para a inserção de mais mulheres no ramo das TIC. E este esforço é recompansado por muitas jovens que a cada ano  procuram por cursos ligados as tecnologias de informação e comunicação, nas várias instituições de ensino.

Apesar da abertura e do gosto pelo ramo, os números ainda são reduzidos. Manuel Homem, Director Geral do Instituto Nacional de Fomento da Sociedade da informação convida as mulheres a olharem para as TIC com uma área de grandes oportunidades.

“Por ser uma área de empreendedorismo, efectivamente pode capitalizar e mostrar as mulheres angolanas que têm um campo de conhecimento muito grande”, disse.

Juliana Ngundo trabalha há quinze no ramo das tecnologias de informação e, no fórum sobre as meninas e as tic realizado no Centro de Convenções de Talatona, transmitiu a sua experiência de trabalho, Centro Nacional de Tecnologias de Informação.

“Em princípio, na área de massificação, o meu dia a dia é pensar nos projectos de democratização de acesso às novas tecnologias de informação. E pensando nestes projectos, nós vemos a questão de infra-estruturas, formação e a sustentabilidade dos projectos da empresa.

Jandira Carneiro, técnica de telecomunicações, sai motivada a continuar no aperfeiçoamento daquilo que faz.

“É a primeira vez que participo num encontro do género, saio daqui inspirada, um fórum inspirador para as mulheres perceberem o que é que cada uma tem feito, e como as TIC influenciam as nossas vidas. Deste modo continuarei a trabalhar mais, investigar mais e incentivar mais mulheres a abraçarem as TIC. Gosto daquilo que faço, quando mais nova queria ser pediatra, mas o tempo fez-me seguir outra profissão”.

Diavava Jackline, umas das oradoras do encontro, resaltou  as vantangens das TIC pelas famílias.

“As TIC são um novo motor para todas as instituições e a família não dever ser posta de parte, ela deve ser encarada como facilitadora da convivência com todos os membros da família. E quem usa as TIC deve também tomar consciência da exposição que ela também nos acomete, pois é preciso usar com responsabilidade”, frisou.

O dia internacional das meninas nas TIC  celebra-se na última quinta-feira do mês de Abril e, nesta dada,  os governos são instados a organizarem eventos que ajudem a promover  a inserção das meninas no ramo das tecnologias de informação e comunicação.

No encontro realizado esta quinta-feira em Talatona foram debatidos temas como “As TIC como Factor de Inclusão Social das Mulheres”,  “A Visão das Redes Sociais”,  “O uso de Ferramentas das TIC na Melhoria do Aproveitamento Escolar” e “As TIC na Minha Profissão”.

TPA / Beatriz Andrade

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: