Atropelou homem e fugiu. Mais tarde, descobriu que era o irmão

0

Geovane Holanda, de 32 anos, conduzia o seu carro numa estrada de Cruzeiro do Sul na madrugada deste sábado quando atropelou um homem que estava deitado na estrada. Segundo o G1, Geovane ficou em pânico e fugiu do local. Foi até casa do seu primo Cleyton Holanda, que é polícia militar, e contou-lhe o que tinha acontecido.

Cleyton Holanda acionou os meios policiais para se deslocarem para o local do atropelamento e foi também ele para lá. Constatou que a vítima tinha morrido e que se tratava do irmão mais novo de Geovane, Lailton Oliveira Aguiar, que tinha 21 anos.

“Foi uma tragédia. Os dois eram filhos do mesmo pai. O meu primo foi buscar os filhos a casa da madrasta e depois atropelou uma pessoa que estava deitada na estrada. Ele alega que tinha pouca visibilidade devido à densa neblina. Após o acidente, com medo de represálias, veio a minha casa e contou o que se passou ”, disse Cleyton Holanda ao G1.

Cleyton revelou ainda que Geovane só soube que tinha atropelado o irmão no dia seguinte. “Quando soube que se tratava do irmão entrou em paranóia. Está a tomar medicação e não consegue comer nem dormir”, afirmou.

As autoridades ainda não sabem se a vítima já estaria morta antes do atropelamento ou se só morreu depois. “Há informações de que passou a noite numa festa e que, momentos antes, estava a ameaçar pessoas e carros que passavam com um serrote”, disse Cleyton.

Fonte: Notícias ao minuto/BA

Share.

Sobre o autor

Deixar uma resposta