Asteróide se transforma em bola de fogo no céu e cai na África

0

O asteróide 2018 LA foi reportado sobre o território de Botswana a uma velocidade de 17 km/s. Este é o terceiro corpo celeste que se aproxima da Terra a ser descoberto antes da colisão.

O asteróide foi descoberto pela NASA, no fim de maio, horas antes de colidir com a Terra. Os especialistas previram que seu tamanho, 2 metros de comprimento, desintegraria durante sua entrada na atmosfera.

Designado como 2018 LA, este corpo celeste foi detectado em 2 de junho no projecto Catalina Sky Survey no Arizona, EUA. Quando foi detectado pela primeira vez, o asteróide estava tão longe como a órbita da Lua, embora a inexistência de dados de monitorização impedisse prever com precisão sua queda na Terra.

Mesmo assim, foram calculadas possíveis localizações, do sul da África a Papua-Nova Guiné, de acordo com o Laboratório de Propulsão a Jato da NASA.

Finalmente, o asteróide foi relatado sobre o território africano, perto de Botswana, a uma velocidade de 17 km/s, e desintegrou na atmosfera provocando uma bola brilhante de fogo que iluminou o céu. O evento natural foi presenciado por várias testemunhas e por algumas câmeras de segurança.

Além disso, pela segunda vez foi possível prever que um corpo celeste cairia no planeta muito antes de sua queda de facto, explica Paul Chodas, director do Centro de Estudos de Objectos Próximos à Terra.

Lindley Johnson, pertencente ao mesmo programa, destacou que o 2018 LA era “menor” do que normalmente, contudo, isto permitiu que sua equipa exercesse suas capacidades e adquirisse certa confiança de que seus modelos de precisão “são adequados para responder ao potencial impacto de um corpo celeste maior”.

Fonte: Sputnik / EB

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: