‘Aqui’ há um robot que analisa produtividade de funcionários e os despede

0

A Amazon tem um sistema robótico que mede a produtividade dos funcionários. Caso considere que os funcionários não atingem os objetivos, o robot pode mesmo tratar de tudo para o despedimento. Porém, um porta-voz da Amazon garante que a palavra final cabe a um supervisor humano.

A Amazon procura funcionários produtivos – aliás, esta deve ser uma qualidade que todas as empresas procuram nos sues funcionários. Por isso, a gigante de tecnologia trabalha com um robot que analisa a produtividade dos funcionários e, caso não atinjam os objetivos, até trata das burocracias para os despedir. De acordo com o Business Insider, a Amazon despediu mais de três centenas de trabalhadores, justificando as demissões com a falta de produtividade, o que leva a crer que esta é mesmo uma questão importante para os trabalhadores da gigante de tecnologia.

O sistema robótico analisa o tempo das pausas dos funcionários, o que leva a que os funcionários se sintam pressionados a não fazerem pausas. De acordo com a Verge, alguns funcionários evitam mesmo parar para ir à casa de banho.

É que caso o sistema determine que o funcionário em questão não está a cumprir com os objetivos de produtividade, o robot pode mesmo ‘emitir’ o despedimento, tratando de todas as burocracias, escreve o Business Insider. Porém, um porta-voz da Amazon disse à mesma publicação que um supervisor humano terá de aprovar esse despedimento.

A empresa diz também que está disponível para dar formação aos trabalhadores que não atingem os objetivos. “Nunca dispensaríamos um funcionário sem primeiro garantir que recebeu todo o nosso apoio, incluindo formação dedicada para ajudar a melhorar e outra adicional”, disse o porta-voz da Amazon.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: