Apple mostra ‘mão pesada’ a abuso do Facebook

0

A Apple não perdeu tempo a reagir à mais recente polémica que envolve a tecnológica de Mark Zuckerberg.

A Apple decidiu bloquear as apps internas do Facebook presentes no sistema operativo iOS. A medida faz sentir-se não só em versões iniciais das apps do Facebook, Instagram e Messenger mkas também em aplicações dos próprios colaboradores da empresa de Mark Zuckerberg.

Esta é a reação da Apple às notícias que davam conta que o Facebook reunia dados dos utilizadores através de uma app que não era distribuída através da App Store. A app em questão era enviada para os participantes do programa do Facebook e usava certificados especiais que, numa situação normal, apenas estão disponíveis para developers.

Para a Apple, a prática do Facebook é “uma clara violação do acordo” com a empresa e defende a medida como forma de “proteger os nossos utilizadores e os seus dados”. Diz o The Verge que este bloqueio da Apple está a ser visto de forma crítica dentro do Facebook, sendo de esperar que a situação venha a ter mais desenvolvimentos.

A Google não ficou indiferente a este ‘castigo’ aplicado ao Facebook, tomando a iniciativa de cancelar uma aplicação sua – a Screenwise Meter – que, tal como a do Facebook, também reúne dados voluntariamente dos utilizando certificados especiais.

“A app Screenwise Meter para iOS não devia ter operado como parte do programa de developers da Apple – isto foi um erro e pedimos desculpa. Devíamos ter bloqueado a app em dispositivos iOS. Esta app é completamente voluntária e sempre foi. Temos sido frontais com os utilizadores sobre a forma como usamos os seus dados nesta app, não acedemos a dados encriptados em apps e nos dispositivos e os utilizadores podem decidir sair do programa a qualquer momento”, pode ler-se no comunicado partilhado pela Google com o TechCrunch, que publicou a história original.

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: