Anna Joyce e Konde abrem 3ª temporada do Duetos N’Avenida

0

A terceira temporada do projecto cultural Dueto N’Avenida abre com a dupla Anna Joyce e Konde Martins, num concerto marcado para o dia 27 de Setembro, no palco da casa 70.

Falando em conferência de imprensa, o director executivo da Zona Jovem Produções, Figueira Ginga, referiu que nesta temporada vão homenagear o músico Carlos Burity, que fará dueto com as cantoras Patrícia Faria e Gersy Pegado, no último show da temporada marcado para 14 de Dezembro.

Nesta edição, volta ainda a ser introduzido o show de humor, que vai juntar, no mesmo palco, novamente, Calado Show e Gilmário Vemba, no dia 19 de Outubro.

Esta também em carteira os duetos de Miguel Buila e Bambila, show gospel a acontecer no Centro de Convenções de Belas, a 02 de Novembro, Felipe Mukenga e Selda, no dia 23 de Novembro, no palco da casa 70.

O projecto Duetos N’Avenida é concebido pela Zona Jovem Produções e tem como objectivo valorizar a música angolana, levando ao palco, da Casa 70, intérpretes das mais variadas vertentes. Centra-se na apresentação de show, em dupla, de artistas consagrados individualmente.

Na segunda temporada em 2019 levou ao palco as duplas Euclides da Lomba e Gabriel Tchiema, Dom Kikas e Walter Ananás, Yola Semedo e Pérola, Calado Show e Gilmário Vemba, Ary e Kyaku Kyadaff.

Fonte: Angop/LD

Share.

Sobre o autor

Avatar

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta