Angola regista três casos de pólio circulante

0

Angola registou, nos últimos oitos meses, três casos de poliomielite circulante, numa altura que África vai declarar a erradicação da pólio selvagem, anunciou nesta terça-feira, em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

O governante que falava à margem da 70º sessão do Comité Regional da OMS para África esclareceu que esses casos são derivados da própria vacinação, sublinhado que o país já não regista casos de pólio selvagem desde Março de 2011.

Explicou que na pólio circulante a vacina não é um efeito adverso pós-vacinação, nem depende da qualidade da vacina, mas sim um evento que acontece quando há uma baixa cobertura vacinal contra a poliomielite na comunidade.

Nesta vertente, deu a conhecer que a partir de 4 de Setembro próximo terá início a segunda fase de vacinação nas províncias do Namibe, Huambo, Zaire, Cunene e Cuando Cubango que devia acontecer no primeiro trimestre do ano em curso.

Franco Mufinda disse que a reunião, por vídeo conferência, onde Angola ocupa a posição de relator para os países de língua portuguesa,  está a abordar dois pontos, nomeadamente “resposta a covid-19 no continente” e a “erradicação da pólio selvagem em África”.

Já o oficial encarregado da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Angola, Javier Aranburu, felicitou o continente e Angola em particular pelo esforço na luta pela erradicação da poliomielite e pelas políticas pertinentes contra a covid-19.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: