Angola regista nove mortes pela primeira vez num só dia

0

Nove mortes de Covid-19 foram registados nesta quarta-feira, no país, o maior número de óbitos num só dia, desde o surgimento das primeiras infecções, em Março do ano passado.
As mortes ocorreram nas províncias de Luanda, com seis, uma no Bié e igual número no Huambo e Huíla. Das vítimas mortais, constam seis mulheres e três homens, com idades entre quatro e 80 anos. De acordo com o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, as mortes são decorrentes de doentes que se encontravam em estado crítico, com cormobilidades de insuficiência renal, tripanocitose e hipertensão arterial.

Franco Mufinda, que falava no habitual ponto de situação diário da pandemia da Covid-19, esclareceu que, com o re-gisto de nove mortes, o número de óbitos passou para 487, o que representa uma taxa de letalidade de 2,4 por cento. Até à data, Luanda, o epicentro da doença, concentra o maior número de mortes.

Nas últimas 24 horas, foram reportados mais 47 infectados, sendo 31 em Luanda, sete em Cabinda, cinco no Huambo, um em Benguela, igualmente número no Moxico, Huíla e Bié. Na capital, as localidades mais acometidas foram a Samba, Maianga, Sambinzanga, Talatona, Rangel e Viana. As idades variam entre seis e 79 anos. O cumulativo de casos confirmados é de 20.210 casos. O secretário de Estado disse que ainda ontem foram recuperadas 64 pessoas, das quais 33 em Luanda, 13 no Huambo, nove na Huíla e igualmente número na Lunda-Norte, perfazendo um total de 18.687 recuperações

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: