Angola e Brasil reforçam cooperação cultural

0

As repúblicas de Angola e Federativa do Brasil assinaram nesta quinta-feira, em Salvador (Brasil), um programa executivo conjunto entre os ministérios da Cultura tendente a formalizar linhas de trabalho no âmbito do Acordo Geral de Cooperação Científica, Técnica e Cultural existente desde 1980 entre os dois países.

Rubricaram o documento, pela parte angolana, a ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, e o ministro de Estado da Cultura do Brasil, Roberto Freire.

O programa conjunto de trabalho visa promover a cooperação cultural nas áreas do livro, leitura, literatura, bibliotecas, artes, música, audiovisual, património, museus e direitos de autor.

As partes facilitarão, por meio de consultas mútuas, o intercâmbio de especialistas com vista a cooperação e assistência técnica, intercâmbio e investigação cultural, língua portuguesa, diversidade linguística e concertação nas organizações multilaterais.

Durante as conversações, que culminaram na assinatura do programa executivo conjunto, a ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, solicitou o apoio do Brasil na campanha de Angola para a indicação da cidade  de Mbanza Congo a Património Cultural da Humanidade.

Na ocasião, o ministro da Cultura do Brasil fez a entrega simbólica de livros para o apetrechamento da Biblioteca Nzinga Mbandi da província de Malanje, respondendo a uma solicitação feita pela ministra da Cultura de Angola.

A assinatura do programa executivo de trabalho aconteceu no Centro Cultural Casa de Angola em Salvador que mereceu a visita do ministro Roberto Freire e comitiva que foram acolhidos, à chegada, pela ministra Carolina Cerqueira, pelo embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme, e pelo director em exercício da Casa de Angola.

A comitiva brasileira inteirou-se do funcionamento da Casa de Angola, que é um centro cultural de referência no panorama turístico e cultural de Salvador.

A  Biblioteca da Casa de Angola foi um dos locais que mereceu uma grande atenção dos visitantes pela contribuição que tem dado na formação de estudantes brasileiros de graduação, mestrado e doutoramento que se debruçam sobre temas ligados a Angola e a África. Foram igualmente visitados o museu, o anfiteatro e outras dependências.

No final da visita, o embaixador de Angola no Brasil congratulou-se com a assinatura do programa conjunto, tendo realçado que é a extensão de todo um exercício da diplomacia cultural e a expressão do reforço das relações e dos laços históricos e de consanguinidade entre Angola e o Brasil.

O Centro Cultural Casa de Angola na Bahia é uma das expressões tangíveis das relações entre Angola e o Brasil no domínio cultural, nomeadamente no resgate da memória africana, particularmente de Angola, cujos ancestrais deixaram as suas marcas no mosaico social e cultural brasileiro.

Foi nesta esteira que o ministro da Cultura do Brasil se expressou no livro de honra da Casa de Angola, quando escreveu, no final da visita, que foi com emoção que visitou uma instituição que mostra muito do Brasil.

Por seu lado, a ministra Carolina Cerqueira desejou que a casa continue a contribuir para uma maior divulgação de Angola e da idiossincrasia do seu povo, hábitos, costumes e na grande presença do país na América do Sul.

No final decorreu um almoço oferecido em honra dos ministros da Cultura da CPLP presentes em Brasília auspiciado pela Embaixada de Angola em que a anfitriã foi a ministra Carolina Cerqueira, que recebeu elogios dos seus homólogos pela iniciativa que se traduziu num exemplo prático da cooperação no quadro da CPLP.

Esta noite, Carolina Cerqueira  vai participar na  cerimonia de abertura da décima reunião dos ministros da Cultura da CPLP, que decorrerá até amanha (sexta-feira) na capital do Estado da Bahia.

O encontro vai apreciar o grau de implementação do Plano Estratégico de Cooperação Cultural Multilateral da CPLP no período 2014-2020, nomeadamente as vertentes dos projectos aprovados para o período 2014-2016, a reavaliação das propostas de projectos para o período 2016-2018 e a abordagem de questões no domínio cultural ligadas ao Instituto Internacional de Língua Portuguesa.

A Conferência dos Ministros da Cultura da CPLP vai igualmente analisar as propostas do plano de actividades da presidência brasileira no período 2016-2018, relativamente ao Património Cultural na CPLP, o Festival de Teatro de Língua Portuguesa e a designação de Salvador como capital da CPLP no ano de 2017.

A reunião de ministros foi preparada durante o encontro dos pontos focais que se reuniram hoje (quinta-feira), tendo Angola estado representada pela directora de intercambio do Ministério da Cultura, Suzana de Sousa.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: