ADN prova que irmão gémeo de violador preso também violou mulher

0

Um homem foi identificado como autor de uma violação depois de realizado um teste de ADN ao irmão que está preso pelo mesmo crime, no estado brasileiro de São Paulo.

Esta é a primeira vez que a Polícia Científica de São Paulo resolveu um crime que envolve dois irmãos gémeos.

De acordo com as autoridades brasileiras, a análise ao código genético do criminoso já detido foi decisiva para provar a autoria do crime de violação praticado pelo seu irmão gémeo.

“Se ele está preso, não pode ter cometido este crime. Então, a violação só pode ter sido cometida pelo irmão gémeo que tem um ADN igual ao preso”, explicou a delegada Dannyella Gomes Pinheiro ao jornal brasileiro G1.

Jefferson e Jadson são gémeos idênticos. Em maio de 2016, o primeiro roubou e violou uma mulher, de 22 anos, durante a madrugada, quando esta se dirigia para uma paragem de autocarro. Na altura, os dois irmãos foram detidos, mas a vítima não teve dúvidas que tinha sido Jefferson a cometer o crime, o agressor tinha aparelho nos dentes e só este gémeo usava o acessório.

Já este ano, uma mulher foi atacada no bairro São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, e uma câmara de videovigilância gravou o momento. As autoridades ficaram surpreendidas com o que viram. O violador era muito semelhante a Jefferson, preso há um ano e quatro meses, por uma violação cometida na mesma região.

Como tinham guardado o ADN de Jefferson foi fácil provar que o violador deste segundo caso era o irmão gémeo, Jadson.

As autoridades procuram agora o suspeito desta segunda violação que, dois dias depois de cometer o crime, colocou-se em fuga.

Fonte: N. Minutos/LD

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: