7 desafios a superar ao iniciar uma startup

0

(1) Identifique uma lacuna verdadeira

O primeiro desafio no desenvolvimento de uma startup de jornalismo empreendedor é identificar uma lacuna entre o que já existe e o que as pessoas precisam. É fácil pensar em algo que você deseja criar. O mais difícil e mais importante é tentar ficar no lugar daqueles que você pretende servir. Quais são os desafios que eles enfrentam em suas vidas diárias? O que eles já leem/assistem/ouvem? Como acessam informações? O que mais gostam na mídia que consomem e o que consideram frustrante? Quais são as coisas que precisam saber para aproveitar ao máximo cada dia?

Ao entender sua comunidade-alvo, você encontrará lacunas no mercado. Pode perceber que em uma comunidade cheia de falantes de espanhol, as pessoas precisam confiar nas reportagens em inglês para obter notícias sobre as escolas locais. Ou a cobertura da pesquisa sobre o câncer não é facilmente acessível para os leitores que recebem suas notícias das plataformas de mídia social em seu trajeto diário. Ou que existem poucos podcasts para viajantes aficionados. Quando você entende aqueles que pretende servir, é mais fácil atender às necessidades deles.

Se você faz parte de uma comunidade, tem a vantagem de não começar do zero. Mas, para desenvolver sua compreensão, é importante entrevistar pessoas da comunidade. Essas entrevistas devem ser abertas. Pense nelas como oportunidades para ouvir e aprender. Faça perguntas sobre o que mantém alguém acordado à noite. Pergunte o que os fazem ficar animados ao acordar de manhã. Pergunte que mídia eles consumiram durante a semana.

Dica profissional: referir-se a “esta semana” ou “hoje” em entrevistas garante que as pessoas falem sobre seu comportamento real, não sobre o comportamento que desejam ter.

Você pode aprender fatos surpreendentes. Depois de entender quais são os problemas atuais e o que está faltando para as pessoas que pretende servir, você está em uma posição de prever algo que atenda a essas lacunas.

(2) Decida sobre uma ideia clara e específica

Depois de identificar uma oportunidade em potencial, o próximo passo é restringir sua ideia para que ela seja gerenciável. Muitas vezes começamos com grandes ambições. Nosso objetivo é criar o próximo grande preenchimento de lacunas para um grande grupo de pessoas. Mesmo que você sonhe em criar um serviço de notícias de negócios para toda a Polônia, por exemplo, atender a um mercado tão grande em muitos tópicos de negócios distintos pode não ser viável no primeiro dia.

Objetivos elevados podem parecer impressionantes, mas a realidade é que empreendimentos com recursos limitados precisam começar pequenos e estreitos antes de crescerem. Não é possível fazer muitas coisas ao mesmo tempo quando você tem uma equipe pequena e um financiamento mínimo. Portanto, sua ideia de um serviço de notícias de negócios para a Polônia pode começar como um boletim informativo sobre o setor de serviços financeiros em Varsóvia. Com o tempo, se os leitores encontrarem valor no que você está criando, você poderá expandir e aumentar a amplitude ou profundidade de sua cobertura.

(3) Encontre parceiros

Mesmo que você seja muito brilhante e capaz, é pouco possível conseguir fazer tudo sozinho. Se você é um empreendedor de sucesso, precisará de colaboradores. Identificar pessoas adequadas pode ser complicado, porque seus amigos podem não ser os parceiros de trabalho adequados e aqueles que você ainda não conhece bem podem não ser compatíveis.

Elaborar uma lista de pessoas com quem você trabalhou anteriormente pode ser uma boa maneira de identificar possíveis colaboradores. Reuniões da indústria, círculos sociais e redes de ex-alunos também podem ser úteis. Percorra suas conexões do LinkedIn e revise outros contatos da rede social. Se houver alguém que se encaixe perfeitamente, veja se você pode colaborar em um projeto pequeno para testar a compatibilidade. Planeje um evento juntos ou colabore em um artigo. Se surgir atritos ou você achar difícil progredir juntos, pode ser um sinal de alerta útil. Se você identificar alguém que parece ser um bom candidato, considere um teste de curto prazo. Isso oferece a opção de separar amigavelmente se as coisas não derem certo.

(4) Obtenha o design certo

É essencial conseguir a aparência certa para um novo produto de jornalismo. E é difícil. Você não apenas precisa fornecer informações interessantes e precisas, mas também garantir que sua embalagem e apresentação sejam atrativas. As pessoas têm tantas opções de informações que, se algo é confuso ou pouco cativante, ficam tentadas a clicar em algo mais fácil para os olhos. Como jornalistas, podemos ser tentados a se concentrar exclusivamente na substância do nosso conteúdo. Mas as pessoas que avaliam um novo produto geralmente são atraídas ou repelidas por suas primeiras impressões visuais.

Como os jornalistas geralmente não têm treinamento no design da experiência do usuário, eles podem não priorizar a aparência e a sensação causada pelo produto. Aqui estão algumas dicas:

  • Se você está investindo tempo ou dinheiro em conteúdo, separe uma parte significativa  para as imagens. As imagens geram as primeiras impressões.
  • O espaço em branco é crucial quando as pessoas estão processando ideias complexas. Equilibre a quantidade de texto em uma página com espaço vazio, assim como você evita preencher cada centímetro de uma parede com cortinas.
  • Em algum lugar, indique o valor do seu projeto em termos simples e claros em letras grandes. Os consumidores inevitavelmente se perguntam: “O que há neste site para mim?”
  • Simplifique a ação inicial que um cliente pode executar. Demora apenas alguns segundos para que as pessoas se inscrevam em um boletim informativo ou comecem a assistir a um vídeo, a reproduzir um episódio de podcast ou a ler uma história. Os consumidores que enfrentam muitas opções, guias ou botões tendem a fugir.

A melhor maneira de saber se você está no caminho certo com seu design é assistir silenciosamente alguém usando seu produto. Peça-lhes para narrar o que estão pensando e fazendo. Evite a tentação de treiná-los enquanto acessam o seu site. Em vez disso, observe e veja onde eles olham e o que tentam fazer. Ouça as perguntas que eles fazem ao longo do caminho. (Esse processo é padrão em todos os setores. O Google também faz seus testes de produtos dessa maneira). Escutar e observar lhe dará fortes sinais sobre onde suas escolhas de design estão levando as pessoas.

(5) Encontre seu cliente número 100

Encontrar seus primeiros usuários fora do círculo de pessoas que você já conhece é um grande desafio para as startups de jornalismo. Depois de ter uma startup em desenvolvimento, geralmente é fácil convencer sua família e amigos. As pessoas que o conhecem melhor ficam felizes em servir como cobaias para ajudá-lo. Mas quando você estiver pronto para ir além do seu círculo de conhecidos, precisará dar um grande passo à frente em marketing.

Se o seu produto for valioso, fará por si seu próprio marketing, à medida que o boca a boca de seus amigos se espalhar. Você também deve estender seus esforços de divulgação para alcançar novas pessoas. Parte disso pode significar escrever mensagens pessoais, enviar textos ou fazer chamadas. Para envolver as pessoas, também pode organizar reuniões, realizar eventos da comunidade ou se conectar com influenciadores nas mídias sociais. A criação de conteúdo para outros sites e plataformas de mídia social também pode ser útil como uma forma de marketing de conteúdo. Durante todo o processo, concentre-se nos canais de divulgação que ressoam com sua comunidade específica.

(6) Encontre o segundo fluxo de valor

Tornar um produto útil para sua comunidade-alvo nem sempre é suficiente. Em muitos casos, você precisa criar valor para uma segunda comunidade: aqueles que estão pagando. Isso pode significar assinantes que pagam por conteúdo premium. Isso pode significar anunciantes. Ou pode significar consultar clientes ou aqueles que patrocinam seus eventos.

Se você estiver em condições de cobrar dos consumidores diretamente, seu desafio é garantir que o produto seja diferente o suficiente do que já está disponível para que as pessoas estejam dispostas a pagar. Lembre-se de que as pessoas que dizem que pagam em pesquisas podem não querer abrir suas carteiras quando chegam em casa.

Aqui está um exemplo de como uma startup de notícias bem-sucedida faz isso. Em uma caixa pop-up em seu site, o Morning Brew pergunta a possíveis leitores: “Deseja notícias de negócios realmente agradáveis? Junte-se a mais de 1 milhão de pessoas e comece o seu dia com o nosso boletim diário. ” O valor que o Morning Brew promete é muito claro e fica destacado no boletim e no site do Morning Brew para os consumidores verem.

(7) Mantenha o compromisso apesar das inevitáveis ​​quedas

Todo novo projeto encontra períodos de incerteza. Em muitos casos, leva muito mais tempo do que os empreendedores esperam para encontrar uma correspondência entre o produto que imaginam e sua comunidade. O desafio é enfrentar esse período de incerteza sem desistir.

É fácil perder a coragem quando parece que ninguém está consumindo o que você está produzindo. A tentação é voltar ao caminho familiar: fazer jornalismo da mesma maneira que você fazia no passado. Em vez de avançar com algo que tem um futuro incerto, você pode se sentir tentado a desistir e seguir em frente.

Mas se você tem algo de valor a oferecer à comunidade que está servindo, sua persistência pode valer a pena. Se você fornecer um produto ou serviço valioso, os leitores o recompensarão com a atenção deles. Depois de chamar a atenção, você estará no caminho de desenvolver um empreendimento que pode durar.

TPA com IJNET/SM

Share.

Sobre o autor

Sandra Mainsel

Deixar uma resposta