Moçambique: Peritos preparam abertura da 12ª Cimeira EUA-África

0

Nesta cimeira, cuja a abertura oficial está prevista para quarta-feira, pelo Presidente da República de Moçambique, Felipe Nyusi, a República de Angola se faz presente  por uma delegação multissectorial encabeçada pelo ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem  Júnior.

Para  este dia de trabalho, o Conselho  Empresarial para África (CCA), órgão  reitor deste evento, vai reunir-se para traçar as estratégias deste fórum, que prevê congregar mais de mil e 500 delegados provenientes dos EUA e de África.

A  decorrer sob o lema “Avançando um  Resiliente e Sustentável Parceria  EUA-África”, o encontro vai servir como   catalisador para empresários e os referidos governos envolvidos, para que intervenham em sectores-chave.

O agro-negócio, energia,  saúde, infra-estrutura, facilitação do  comércio, tecnologias de informação  e finanças são, entre outros,  sectores-chave eleitos à discussão e que precisam de maior intervenção do sector privado.

Encontro com representante do comércio em África

À margem  da  cimeira, o ministro do Comércio, Joffre  Van-Dúnem Júnior, em Maputo desde  domingo,  reúne-se esta terça-feira com a representante adjunta  do Comércio em África,  Constante  Hamilton, para, entre  outros assuntos, abordar a questão da abertura da zona  livre.

Na agenda  do governante angolano constam ainda  encontros com empresários americanos, além de apresentar, no dia 19,  um tema  sobre comércio aos seus homólogos da África  do Sul, Marrocos, EUA, Moçambique e da  Costa do Marfim.

O secretário de Estado da Indústria de Angola,  Ivan do Prado, da Agricultura, Carlos  Bettencourt, representantes da AIPEX  e da Câmara  do Comércio EUA-Angola integram a delegação  angolana.

A 12ª  Cimeira sobre Comércio vai decorrer  no Centro Internacional  de Conferências  Joaquim Chissano.

A Cimeira  EUA-África é uma  reunião de cúpula multilateral, iniciada  em 2014, em Washington,  com a participação de diversos lideres, entre chefes de Estado e de Governo de 50 países africanos, tendo sido considerado um dos maiores eventos  diplomáticos durante a Administração do Presidente Barack  Obama.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: