13 grupos vão desfilar no acto principal do Carnaval de Luanda

0

A nova marginal de Luanda acolhe na tarde desta terça-feira, 13, o acto principal do carnaval de Luanda, na classe A (adultos). O desfile inicia às 17:00.

Os grupos, oriundos dos principais bairros de Luanda, vão apresentar-se com estilos de dança que variam entre o tradicional Semba, o Kazucuta e a Cabecinha.

O desfile acontece numa área da marginal onde foram montadas tribunas destinadas aos patrocinadores, sendo três com 290 lugares sentados cada, duas com 400 lugares, uma tribuna VIP com 290 lugares, e seis arquibancadas com 1.400 lugares cada.

É habitual o Presidente da República assistir ao desfile da terça-feira de Carnaval em Luanda, tarefa em que este ano de se estreia João Lourenço.

Como subsídio de participação, cada grupo da classe A de adultos recebe da comissão organizadora, a cargo do governo provincial de Luanda, 1,3 milhões de kwanzas, enquanto os da classe B de adultos e os da classe infantil recebem um milhão de kwanzas e 700.000 kwanzas cada um, respectivamente.

Pela primeira vez, a edição de 2018 do Carnaval de Luanda contará com a participação de grupos de outras províncias, como convidados. É o caso do grupo Bravos da Victória da Catumbela, da província de Benguela, do Tchaco-Tchaco, da província de Cabinda, União Muteba, da província do Kuanza-Sul, dos Maringas, da província da Lunda-Norte, e do grupo Ovinjenji, da província do Huambo.

TPA com NJ / EB

Share.

Sobre o autor

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta